Vídeos de OVNIs do Pentágono encobrem algo mais sinistro, diz engenheiro aeroespacial

“Os vídeos de OVNIs do Pentágono foram divulgados para preparar o público para uma falsa invasão alienígena”, disse um engenheiro aeroespacial e um notável teórico da conspiração.

Mike Bara é um escritor, palestrante e personalidade televisiva best-seller do New York Times. Ele começou sua carreira de escritor depois de passar mais de 25 anos como designer/consultor de engenharia para grandes empresas aeroespaciais, onde se tornou membro pleno do complexo militar/industrial.

Seus livros são dedicados a teorias de conspiração relacionadas a OVNIs e alienígenas, e agora ele afirma que os vídeos filmados pela Marinha (muitas vezes chamados de Gimbal, Tic-Tac e Go Fast) não mostram nada de excepcional e vazaram para o público com segundas intenções.

“Sou um engenheiro aeroespacial que passou 25 anos trabalhando na indústria e conheço as capacidades de aeronaves e instrumentação. Sou um grande fã da aviação e conheço tudo no céu” , disse Bara em entrevista ao The Sun. “Eu estava em muitos, muitos programas diferentes, alguns eram militares, outros eram comerciais.” “Então, quando olho para esses vídeos , vejo algumas coisas, antes de tudo, tudo o que posso ver está funcionando de maneira convencional – tudo estava abaixo de 25.000 pés, tudo estava viajando em velocidades subsônicas, tudo estava viajando em linha reta linha.

Não há nada de excepcional em nenhum desses vídeos. Por exemplo, tem o vídeo do Tic Tac, onde quando dizem “Ah olha, está saindo da tela em alta velocidade”, não é isso que acontece. Há uma pequena indicação de instrumento na tela que é o fator de zoom e o que está acontecendo é que você está ampliando de um, que é a distância focal normal da lente, para o fator de zoom dois”, continuou ele.

“O que realmente acontece é que eles aumentam o zoom e o objeto aumenta o zoom e desaparece do lado da tela. O objeto não se move e isso é muito óbvio para quem sabe o que está olhando, mas eles fazem passar “oh o objeto sai da tela” e depois cortam. Vendo isso, estou detectando imediatamente um ar de decepção nesses vídeos.” “E eles foram verificados, em essência, pelo Pentágono, o que significa que os militares querem que você pense que eles podem ser naves alienígenas. Minha pergunta é, por que eles querem isso?

Bara acha que a resposta pode ser que o governo quer que as pessoas acreditem que os alienígenas representam uma ameaça. “Eles, e por eles quero dizer alguém da comunidade de inteligência militar, querem começar a empurrar a narrativa de que os alienígenas estão por aí e podem ser hostis. E isso me diz que eles estão encobrindo outra coisa que pode estar acontecendo. Porque é que eles estão a fazer isto? A resposta que eu continuo voltando é que eles estão preparando algo novo.”

Falsa invasão

“Existem muitos rumores na comunidade UFO. Há um boato por aí sobre o Projeto Blue Beam, que é a ideia de uma falsa invasão alienígena para ser usada como desculpa para basicamente assumir o controle de governos, liberdades e direitos”, disse o teórico.

Crédito: Gerd Altmann .

“Se o governo disser ‘estamos sendo invadidos por alienígenas’ e eles têm uma tecnologia visual realmente boa que poderia projetar todos os tipos de cenas do Dia da Independência nos céus, pode não ser real, pode ser apenas projeções holográficas, mas essa capacidade existe. Seria como ‘Oh Deus, estamos sendo invadidos por alienígenas, todos fiquem em casa, vamos cuidar de você e lutar contra os alienígenas”, concluiu.

Fonte: The Sun. Edição: Mystery Planet

Weslem

Weslem Andrade é formado em Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia. Virou pesquisador de Ufologia em 2001, após ter o que julga ser o seu principal avistamento ufológico. Tal experiência e engajamento em pesquisas, culminou com a criação do blog ETs & ETc..., em agosto de 2010.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.