Meteoroide sofreu impactos maiores no espaço antes de explodir na Rússia

Olá pessoal, depois de uma semana de férias forçadas por conta de um servidor despreparado, o qual não vou dizer o nome, Homehost, ops, escapou, estamos de volta.

Lembram-se do tal meteorito que caiu em chelyabinsk, Rússia, em fevereiro de 2013? Pois é, levantamos na época a hipótese, baseada em vídeo, de que o objeto teria sido atingido por um OVNI ou pelo projétil disparado por um OVNI, antes de cair na Rússia??? Relembre.

Agora, 8 meses depois, chega-nos a notícia de que o meteorito citado sofreu impactos maiores no espaço antes de explodir na Rússia.

O estudo do Instituto de Geologia e Mineralogia de Novosibirsk, da Rússia, tinha revelado anteriormente que a rocha sofreu um “processo de fusão intensa” antes de cair na Terra, mas o grupo não soube precisar se era devido à trajetória próxima ao Sol ou por conta de um choque com outro corpo celeste, como um asteroide ou até um planeta.

Agora, o físico Tomas Kohout, da Universidade de Helnsink, na Finlândia, afirma que a coloração dos fragmentos aponta não só a fusão da rocha, mas também que ela sofreu impactos cósmicos, inclusive mais fortes do que o choque na entrada da atmosfera terrestre – dados da rede mundial de infrassom, que monitora teste de armas nucleares, mostraram que o evento liberou centenas de kilotons de energia.

Enquanto algumas rochas apresentam um brilho mais acizentado, sinal de que sofreu poucas ou leves batidas na sua trajetória cósmica, outras contêm traços de violentos impactos e fusão, chegando a ficar bastante escurecidas. Isso ocorre, segundo Kohout, porque o ferro fundido preencheu as pequenas fissuras dentro dos grãos de minerais de silicato, deixando-os mais escuros.

Os pedaços pretos do meteorito são, portanto, resultado da “carga de alta pressão suficiente para esmagar completamente os grãos minerais e derreter o material metálico”, anunciou o especialista durante a conferência anual da Divisão da Sociedade Astronômica Americana para Ciências Planetárias, realizada em Denver, no Colorado, nesta semana.

Você pode ler a matéria completa aqui.

Há algo mais misterioso neste caso, será que alguma tecnologia alienígena veio bombardeando o meteorito, para amenizar os prejuízos da Terra ??? Há indícios, isso não podemos negar.

Weslem

Weslem Andrade é formado em Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia. Virou pesquisador de Ufologia em 2001, após ter o que julga ser o seu principal avistamento ufológico. Tal experiência e engajamento em pesquisas, culminou com a criação do blog ETs & ETc..., em agosto de 2010.

One thought on “Meteoroide sofreu impactos maiores no espaço antes de explodir na Rússia

  • 24/10/2013 em 17:06
    Permalink

    Digo e repito que era a hora de ir da uma olhada no vale da morte próximo a onde ocorreu o incidente em Tunguska e ver se as tais "panelas" foram reativadas pois seria uma boa oportunidade de ver se aquilo lá realmente é um aparato de "proteção" pro nosso planeta criado por sabe se lá quem …

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *