Filme argentino trata sobre os “Deuses da Água” da tribo africana Dogon

Diretor Pablo Cesar em plena rodagem do filme.
Diretor Pablo Cesar em plena rodagem do filme.

Um filme de produção Argentina vai “em busca no tempo de uma verdade negada”. Seu tema principal será sobre as lendas de um antigo povo africano, os Dogons . Suas tradições falam sobre alguns deuses anfíbios (chamados ‘Nommo’) que chegaram em tempos antigos, vindos do céu em um barco voador. Graças à sabedoria desses “deuses”, a tribo primitiva teria tido acesso privilegiado a fatos cosmológicos conhecidos apenas através do desenvolvimento da astronomia moderna.

A sinopse

Inspirado pela pesquisa do etnólogo francês Marcel Griaule , um antropólogo argentino chamado Hermes (interpretado por Juan Palomino), prepara sua primeira peça de teatro. Fascinado pelo conhecimento ancestral das etnias Dogon e Tchokwe, Hermes sonha recuperar informações sobre a possível origem do homem, criado por seres anfíbios de outras partes do universo. Com a ajuda de Oko, uma jovem angolano que está em Buenos Aires estudando o que aconteceu com os descendentes, no período pós colônia; Ayelen a atriz de sua peça, que pertence à etnia Qom; e Esteban, um estudioso egiptólogo dos povos africanos; Hermes viaja para Angola através do rio Kwanza, em busca dos últimos sábios em um esforço para obter uma resposta.

Confiram o trailer:

Algumas palavras do autor

o autor contou ao site argentino Planeta  Mistério como surgiu a ideia do filme Deuses da Água .

“Foi em 1998, durante as filmagens de meu filme ‘Aphrodite (o jardim de perfumes)’ em Mali quando eu ouvi pela primeira vez a cosmogonia do povo Dogon. Eu estava em Nakomo, perto da Escarpa Bandiagara em pleno universo Dogon, rodando meu filme. Não há hotéis ou confortos do mundo “globalizado”, há temperaturas extremas de 52 graus durante o dia e 42 à noite. Ali entendi a relação entre o script que estava filmando e a cosmogonia dos seres que transmitidos oralmente há séculos, e vá saber senão há milênios.

Os Dogons prepararam uma pessoa por aldeia para obter o conhecimento ao qual chamaram de “Hogon ‘. E foi assim que me envolvi com toda a obra de Marcel Griaule e seus colaboradores: Germaine Dieterlen, Deborah Lifchitz, Geneviève Calame-Griaule, a filha de Marcel com quem tive o prazer de conversar, em agosto de 2012, um ano antes de sua morte.

“Ao longo dos últimos 16 anos, eu estudei a obra de Griaule bem como os autores que escreveram sobre o mistério do povo Dogon e os seus conhecimentos: Laird Scranton, Shannon Dorey e, é claro, Robert KGTemple. Eu mesmo estive em contacto com os dois primeiros.

“Mas eu também comecei a notar que muitas outras etnias africanas assumiram o enigma ancestral. Talvez em algum momento todos sabiam a mesma história da origem do homem. Haveria sido deuses ou pura evolução. Z. Sitchin dedicou sua vida a encontrar o elo perdido na cadeia evolutiva do homem estudando as tábuas sumérias, encontrando uma semelhança com a história contada em “The Grey Fox” e “God of Water ‘Griaule: os deuses que visitaram os homens nos tempos antigos não eram tais, mas altamente evoluídos seres que vieram de outras partes do universo a deixar a semente de sua natureza, misturando o DNA com os seres que habitaram a Terra naqueles dias, obtendo-se assim o humano. “

Quanto a rodagem do filme, Cesar disse:

“A filmagem foi um sonho dentro de um sonho. Algo que todos os dias se materializaria apesar de muitas vicissitudes e, especialmente, o encontro entre diferentes culturas e histórias. O povo angolano ter passado 28 anos de guerra civil, que é quase inimaginável e, além disso, é admirável ver como todos eles têm sido capazes de adicionar cor à vida, entusiasmo, alegria e esperança depois de quase três décadas de guerra fratricida ” .

O filme do autor atinge o papel de “mergulhar em um tempo intemporal” vai estrear em março e abril deste ano, na cidade de Buenos Aires. Você pode ver mais informações sobre o filme no site oficial dos Deuses da água.

***

NOTA ETs & ETc…: Não percam nosso post sobre os Dogons. A história deles é incrível e apaixonante… Clique aqui.

.

Fonte: Mystery Planet

Weslem

Weslem Andrade é formado em Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia. Virou pesquisador de Ufologia em 2001, após ter o que julga ser o seu principal avistamento ufológico. Tal experiência e engajamento em pesquisas, culminou com a criação do blog ETs & ETc..., em agosto de 2010.

2 thoughts on “Filme argentino trata sobre os “Deuses da Água” da tribo africana Dogon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/etseetc/public_html/wp-includes/functions.php on line 5279