Encontrado novo caminho Inca, o qual leva a Machu Picchu

Os investigadores do Parque Arqueológico Nacional de Machu Picchu da direção descentralizada de Cultura Cuzco descobriram um novo caminho Inca que conduz à zona Wayraqtambo, até uma plataforma, de onde se pode apreciar a cidade Inca de um ângulo totalmente diferente.

A famosa “Trilha Inca” (Capac Ñan en quechua) que une a cidade de Cuzco com o sítio arqueológico de Machu Picchu, e sobre a qual atualmente milhões de turistas caminham todos os anos para visitar o sítio ancestral, é só uma parte mínima e tangencial da gigantesca rede de caminhos incas utilizados na antiguidade como rotas comerciais do império.

Hoje em dia só 25 % da rede de vias inca são visíveis. O resto foi destruída pelos conquistadores ou por construções modernas. Ainda assim, os investigadores de Machu Picchu iniciaram a recente descoberta de um novo caminho.

Um novo caminho

A zona de Wayraqtambo ou Tambo dos ventos está localizada na parte posterior da montanha Machu Picchu, entre os sítios arqueológicos de Wañay Huayna e Intipata.

O impressionante caminho descoberto consta de aproximadamente um quilômetro e meio de comprimento e entre 1.20 e 1.40 metros de largura, variando segundo a topografia do terreno.

No entanto, não pode ser totalmente apreciado por estar coberto por vegetação, mas graças à equipe de investigadores, alguns caminhos puderam ser liberados da vegetação que os cobriam, evidenciando muros de contenção Inca de até 3 metros de altura.

Um dos achados mais importantes desta trilha Inca é um túnel de cerca de cinco metros de comprimento, localizadas a mais de 2.700 metros de altura, que ainda está em funcionamento, apesar de 500 anos. “É um dos melhores exemplos da engenharia Inca. Verificou-se que o túnel foi construído após a estrada principal colapsar. Então, nossos antepassados furaram a rocha e fizeram a obra”, disse Fernando Astete, chefe do Parque Arqueológico de Machu Picchu.

Uma coisa a notar é que as rachaduras no teto, dentro do túnel, são seladas com pedras esculpidas, uma técnica usada para evitar o colapso dos blocos superiores.

“Este caminho deve ser restaurado e posto em exposição em curto prazo de tempo, por seu valor patrimonial. Ele oferece uma vista deslumbrante sobre a llaqta Inca Machu Picchu, a partir de um ângulo diferente para todos os que conhecem e, vai descongestionar as visitas turísticas “, disse Astete.

 Fonte da notícia: Mystery Planet

Weslem

Weslem Andrade é formado em Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia. Virou pesquisador de Ufologia em 2001, após ter o que julga ser o seu principal avistamento ufológico. Tal experiência e engajamento em pesquisas, culminou com a criação do blog ETs & ETc..., em agosto de 2010.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/etseetc/public_html/wp-includes/functions.php on line 5279