Da série: Pouco de ETs, porém muito de ETc…Bactérias e ouro

Olá Leitores !

Lendo as notícias científicas na internet, me deparo com essa que apesar de ser um pouco absurda, pode ser algo que em pouco tempo possa se tornar uma dos grandes avanços tecnológicos do Ser Humano.
Cientistas descobriram como fabricar ouro, com a ajuda de uma bactéria chamada Delftia acidovorans. Estima-se que ela pode ajudar na produção de ouro para a nanotecnologia.


Parece até coisa de filme que tenta mostrar um futuro insólito, mas é a pura realidade. Essa bactéria que exposta ao ouro, material naturalmente bactericida, “pega” partículas nanométricas do ouro, solidifica o ouro líquido e cria estruturas sólidas complexas similares a pepita. Leia abaixo um trecho da reportagem veiculada pela UOL (clique aqui para ler a integra)


“Enquanto alguns metais são ideais para que os micróbios se desenvolvam, como o ferro, outros são fatais para eles, caso do ouro e da prata, que são cada vez mais utilizados por suas propriedades bactericidas.
Como os íons solúveis do ouro são tóxicos para a maioria dos micróbios, é comum encontrar membranas bacterianas na superfície das pepitas. Por isso, essas bactérias desempenham um papel importante no acúmulo e no depósito do ouro na origem das pepitas.”




“A D. acidovorans secreta uma molécula, chamada de delftibactina, capaz de precipitar os íons do ouro em suspensão na água para criar estruturas sólidas complexas, similares àquelas que encontramos nas pepitas de ouro, explicou Nathan Magarvey, da Universidade McMaster de Hamilton, em Ontário, no Canadá, que chefiou a pesquisa.
O processo ocorre em apenas alguns segundos, em temperatura ambiente e em condições de acidez neutra. Dito de outra forma, a delftibactina supera em laboratório os produtos atualmente usados na indústria para produzir nanopartículas de ouro, destacaram os cientistas.”

Como podemos ver, os cientistas acabaram de encontrar ótimos “mineradores” de ouro para produção de partículas nanométricas que podem ser utilizadas em componentes eletrônicos e até, quem sabe, nano robôs !!! Veja abaixo um exemplo.

Filme de semicondutor (pentaceno) contendo nanopartículas de ouro (espessura: 35 nanômetros), observado por microscópio de força atômica.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube 🙂



Comentem !!!



Se você visitar nossa PÁGINA PRINCIPAL corre o risco de não querer sair do site. Pense bem antes de clicar

Por Morazotti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/etseetc/public_html/wp-includes/functions.php on line 5275