Da série: Casos incríveis Cratera Victória em Marte – Por Marco Petit

Imagem do Gray encontrada e fotografada pelo rover Mars Opportunity da NASA [foto número 1167 da câmera panorâmica] em uma das paredes rochosas da cratera Victória em Marte. A escultura mede 3,5 metros de altura. Crédito: NASA

Após três anos de investigações aprofundadas nos arquivos de imagens e informações da Agência Espacial Norte-Americana (NASA), da Agência Espacial Européia (ESA), Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) e materiais relacionados às explorações espaciais da antiga URSS (atual Rússia), os surpreendentes resultados levaram Marco A. Petit a proferir inúmeras conferências sobre a presença extraterrena no programa espacial.  Ufólogo renomado, membro-fundador da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), autor consagrado e co-editor da Revista UFO, Petit estará no Salão de Convenções do IBAM neste sábado (07), a partir das 15h00, com o tema A Presença Alienígena e sua Interação com Nosso Programa EspacialApresentará de maneira inédita na cidade do Rio de Janeiro seu trabalho mais detalhado, mesclando fotografias e filmagens realmente impressionantes, não só sobre a presença e acompanhamento dos alienígenas em nossas atividades espaciais, mas revelando um profundo e inquietante – para não dizer assustador -, processo de interação entre nossa presença no espaço e uma cada vez maior interação dos extraterrestres com nossas missões desde a órbita terrestre, enviadas à Lua, Marte e outros pontos de nosso Sistema Solar. Estamos começando a descobrir que o passado misterioso de nossa humanidade, a própria origem da vida e do homem na Terra, que envolveu o aparecimento progressivo de várias civilizações florescendo em diversas partes do planeta, foram inspiradas na presença e contato com seres detentores de uma avançada tecnologia e conhecimentos profundos da real natureza do universo, sendo considerados deuses por nossos antepassados. Trata-se apenas um detalhe no amplo contexto relacionado a um processo de colonização e ocupação definitiva do que ainda hoje chamamos, de maneira totalmente imprópria, de “nosso” Sistema Solar.

Abaixo, uma introdução ao assunto.

O complexo de ruínas da cratera Victória em Marte

 
Por Marco A. Petit, co-editor da UFO

A espaçonave Mariner 9 da NASA começou a sua exploração do planeta vermelho em 1971, revelando os primeiros sinais de que aquele mundo, num passado remoto, tinha realmente apresentado condições ambientais semelhantes às da Terra, onde havia água em estado líquido e possibilidades favoráveis para existência de alguma forma de vida. Mais que isso, descobriu as primeiras evidências do que pareciam ser ruínas de uma antiga civilização avançada. Especulações sobre o que poderíamos descobrir por meio de uma exploração mais aprofundada tomou conta da comunidade espacial, apesar do assunto ter sido tratado desde o início sob forma reservada.

 

Com a chegada ao planeta das duas naves espaciais do projeto Viking em 1976, que incluíam módulos de descida, efetuaram testes sobre a existência de vida microbiana mediante amostras de seu solo, crescendo a polêmica sobre a existência de vida no passado e mesmo no presente

Saiba detalhes do evento de amanhã, imperdível!: http://www.ufo.com.br/eventos/7/05/2011

Weslem

Weslem Andrade é formado em Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia. Virou pesquisador de Ufologia em 2001, após ter o que julga ser o seu principal avistamento ufológico. Tal experiência e engajamento em pesquisas, culminou com a criação do blog ETs & ETc..., em agosto de 2010.

3 thoughts on “Da série: Casos incríveis Cratera Victória em Marte – Por Marco Petit

  • 07/05/2011 em 10:33
    Permalink

    Melhores cumprimentos.Bem que gostaria de assistir á conferência de A. Petit.No entanto lamenta-se que deixem passar trinta anos , para mais, e ainda estejamos pouco esclarecidos acerca das missões ao planeta vermelho.No entanto não posso deixar de agradecer a ETs & ETc pelo artigo, e, demais pareceres, acerca do evento que decorrerá no Salão de Convenções do I.B.A.M.

    Um Abraço de

    Resposta
  • 07/05/2011 em 14:29
    Permalink

    Dei uma olhada no site da Nasa mas não aparece essa imagem que tem aqui no site de voces.

    Resposta
  • 07/05/2011 em 14:36
    Permalink

    Me desculpem mas achei a escultura olhando detalhadamente mas acho que pode ser qualquer coisa definida através do tempo e das condições climaticas!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/etseetc/public_html/wp-includes/functions.php on line 5275