Caso Varginha – O Acobertamento Continua | Palestra de Edison Boaventura Jr.

Continuando a sequência de palestras do 1º Debate Ufológico de Paranapiacaba, do qual já postamos aqui 4 outros vídeos:

  1. UFOLOGIA EM DEBATE – PARANAPIACABA 2015
  2. PALESTRA DE JOSEF PRADO NO 1º DEBATE UFOLÓGICO DE PARANAPIACABA
  3. CETICISMO NA UFOLOGIA – PALESTRA DE JEFERSON MARTINHO
  4. MUTILAÇÕES HUMANAS – O BIZARRO NA REALIDADE PARALELA

Agora, em parceria com a BURN, trazemos uma palestra onde o ufólogo Edison Boaventura Jr., presidente do Grupo Ufológico do Guarujá e Diretor de Pesquisas de Campo da Rede Brasileira de Pesquisas Ufológicas, palestra no 1º Debate Ufológico de Paranapiacaba sobre o tema “Caso Varginha – O Acobertamento Continua”.

Espero que gostem…

.

Segue vídeo:


.

Weslem

Weslem Andrade é formado em Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia. Virou pesquisador de Ufologia em 2001, após ter o que julga ser o seu principal avistamento ufológico. Tal experiência e engajamento em pesquisas, culminou com a criação do blog ETs & ETc..., em agosto de 2010.

3 thoughts on “Caso Varginha – O Acobertamento Continua | Palestra de Edison Boaventura Jr.

  • 07/10/2015 em 13:25
    Permalink

    Tenho para mim que este caso de Varginha vem sendo mantido acobertado por que sua divulgação pode revelar mais um episódio vergonhoso de submissão de nossas FOrças Armadas a potencia estrangeira. Quando entregaram , para sabe-se lá quais interesses, as criaturas inteligentes que se fizeram chegar ao nosso país sem que tivessemos chance de entender seus motivos, para que fossem tratados sem qualquer consideração de humanidade, mas não só a eles, inclusive com relação a nós cidadãos e ao nosso país. Tudo definido por genios nacionais, “o melhor da raça”.

    Resposta
  • 08/10/2015 em 16:13
    Permalink

    Kkk um cara da plateia achou que o major Maciel de varginha era o Jesse Marcel de Roswell kkk. Sabe de nada inocente!!!

    Resposta
  • 08/10/2015 em 16:15
    Permalink

    Porque o Edison não menciona o Marco Antônio Petit e vice versa quando se fala do caso Varginha???

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *