p

Descobertos Planetas Extragaláticos

em fevereiro 6 | em Notícia | por | com No Comments

Compartilhe com seus amigos terráqueos


Pesquisadores da Universidade de Oklahoma (EUA) confirmaram pela primeira vez a existência de planetas fora da Via Láctea.
Usando um efeito astronômico chamado de microlente gravitacional, a equipe encontrou milhares de planetas em uma galáxia a 3,8 bilhões de anos-luz de distância de nós.

Os mundos extragalácticos variam em massa, sendo que alguns são tão pequenos quanto a lua e outros são tão grandes quanto Júpiter.
Objeto visitante interestelar ficou ainda mais confuso com nova descoberta

A descoberta indica que nossas suspeitas estavam corretas: a nossa galáxia não é a única que abriga planetas.

Para chegar nesse achado, os astrônomos Xinyu Dai e Eduardo Guerras estudaram um quasar de 6 bilhões de anos-luz chamado RX J1131-1231, um dos melhores quasares com lente gravitacional no céu.

Microlente gravitacional é um efeito astronômico pelo qual o campo gravitacional de um objeto dobra a luz de uma estrela ou quasar à medida que passa por ela. Quando o objeto está entre a Terra e essa fonte de luz, o efeito cria imagens que podemos detectar.

Até agora, todos os objetos descobertos usando microlente estavam dentro dos limites da Via Láctea. Os cientistas usaram dados do Observatório de raios-X Chandra para expandir essa visão e incluir esses planetas extragalácticos.

Ao estudar esses dados, os pesquisadores descobriram que havia mudanças peculiares na luz do quasar que só poderiam ser explicadas por planetas.

Eles chegaram à conclusão de que havia cerca de 2.000 mundos diferentes entre as estrelas dessa galáxia distante.
“Estes planetas são os melhores candidatos para a assinatura que observamos neste estudo usando a técnica de microlente. Analisamos a alta frequência da assinatura, modelando os dados para determinar sua massa”, explicou Xinyu Dai, professor de física e astronomia da Universidade de Oklahoma, em um comunicado de imprensa.

Não podemos ver diretamente nenhum dos planetas extragalácticos descobertos usando as tecnologias de telescópio existentes, e é exatamente por isso que este estudo revela o potencial da técnica de microlente para expandir nossa compreensão do universo além da Via Láctea.

“Este é um exemplo de quão poderosas podem ser as técnicas de análise de microlente extragalácticas. Esta galáxia está localizada a 3,8 bilhões de anos-luz de distância, e não há a menor chance de observar esses planetas diretamente, nem mesmo com o melhor telescópio que se possa imaginar em um cenário de ficção científica. No entanto, podemos estudá-los, revelar sua presença e até ter uma ideia de suas massas”, afirmou Eduardo Guerras, pós-doutorando da Universidade de Oklahoma, em um comunicado de imprensa.

A confirmação da existência de planetas além da nossa galáxia é uma conquista incrível que abre caminhos diversos de pesquisa. Quanto melhor entendemos o universo, melhor entendemos como nosso sistema solar se formou e por que a vida inteligente surgiu bem aqui, em nosso planeta.

A partir de agora, graças a esses resultados inovadores, os cientistas têm a opção de olhar ainda mais longe para obter respostas a questões fundamentais sobre o espaço.

Compartilhe com seus amigos terráqueos
Pin It

Comentários no Facebook

« »

Registro de Domínios e Hospedagem de sites 30 dias gratis SempiHost

Scroll to top
ChatClick here to chat!+
Newsletter Powered By : XYZScripts.com
UA-36226169-1