megaestrutura estrela

Megaestrutura ET orbitando uma estrela?

em outubro 20 | em Astronomia, Bizarro, Ciência, Mistério, Notícia | por | com 1 Comment

Compartilhe com seus amigos terráqueos

047-1Há cinco dias atrás mostramos aqui uma impressionante descoberta do telescópio Kepler, uma possível megaestrutura alienígena ao redor de uma estrela que fica a cerca de 1.480 anos-luz da Terra. Agora acompanhe outra matéria sobre isso contando mais detalhes. Segue...

Astrônomos revelaram uma estrela “bizarra” cercado por uma enorme megaestrutura que, de acordo com os especialistas, poderia ser algo “alienígena”.

A KIC 8462852, localizada a 1.480 anos-luz de distância, foi monitorada pelo Telescópio Espacial Kepler por mais de quatro anos, desde 2009. Agora, pesquisadores dizem que não podem explicar flutuações estranhas na luz que ela emite, levando alguns dos pesquisadores a acreditar na hipótese da origem extraterrestre.

Nós nunca havíamos visto algo como esta estrela”, disse Tabetha Boyajian, da Universidade de Yale, nos EUA. “Achamos que poderia ter ocorrido erro nos dados ou movimentos estranhos na nave espacial, mas tudo estava correto”.

Ela publicou, recentemente, um artigo descrevendo as possíveis causas, refutando algumas outras. “Durante o período da missão Kepler, KIC 8462852 foi observada como uma forma irregular, com mergulhos em fluxos aperiódicos, abaixo do nível de 20%. A atividade de mergulho pode durar entre 5 e 80 dias”, relatou Boyajian e sua equipe.

047A equipe também analisou possíveis explicações, como dados defeituosos ou uma colisão recente. “Ao considerar as limitações de observação em aglomerados de pó que orbitam uma estrela normal, é possível concluir que o cenário mais consistente com os dados que temos, é a passagem de fragmentos de exocometas, associados a um único evento de dissolução anterior”, sugeriram.

No entanto, alguns especialistas dizem que a causa real pode ser algo muito mais emocionante e improvável. “Uma última hipótese que podemos considerar, é a de alienígenas. Mas isto realmente parece algo digno de ser construído por uma civilização inteligentíssima”, disse o astrônomo Jason Wright, do Penn State. Ele e sua equipe revelam que o padrão de luz da estrela incomum é consistente com um “enxame de megaestruturas”, talvez alguma tecnologia de coletores interestelares, projetados para capturar a energia do astro. Wright agora trabalha com o Instituto SETI, em Berkeley, e com Boyajian, para criar uma proposta para um grande telescópio de rádio apontar para a estrela e estudar a suposta “tecnologia alienígena”.

Pesquisadores do SETI, há muitos anos, sugeriram que podem ser capazes de detectar civilizações extraterrestres distantes, procurando por enormes artefatos tecnológicos que orbitam outras estrelas. “A ideia por trás da nossa pesquisa é que, se uma galáxia inteira já foi colonizada por uma civilização avançada, a energia produzida por tecnologias da civilização seria detectável em comprimentos de onda no infravermelho médio“, disse Wright em sua pesquisa.

Vamos aguardar os novos dados que serão coletados neste objeto ainda não identificado que orbita a estrela KIC 8462852.

.

Fonte: Jornal da Ciência

Compartilhe com seus amigos terráqueos
Pin It

Comentários no Facebook

« »

Registro de Domínios e Hospedagem de Sites Hostmidia

Scroll to top
ChatClick here to chat!+
Newsletter Powered By : XYZScripts.com
UA-36226169-1