cometa capa

Artista compara cometa 67P/C-G com Los Angeles e me faz refletir

em novembro 17 | em Astronomia, Ciência, Mistério, Notícia | por | com 2 Comments

Compartilhe com seus amigos terráqueos
Comparação artística de cometa com Los Angeles

Comparação artística de cometa com Los Angeles

De repente a matéria que veiculo abaixo, enviada até nós por Carlinhos Santos, me fez pensar no porquê de tanto investimento da ESA (Agência Espacial Europeia), para colocar um robô em cima de um cometa. Que é o caso do robô Philae levado pela sonda Rosetta até o cometa  67P/Churyumov-Gerasimenko (67P/C-G).

Este poderia ser um treino para colocar bombas atômicas, de hidrogênio ou alguma nova arma humana, em cima de um asteroide, o qual estaria na iminência de se chocar com a Terra e causar uma grande destruição em massa, talvez até dizimando a vida humana no planeta???

Fala-se em uma tragédia do tipo em 2019. Data que seria a limite, citada por Chico Xavier, para a humanidade tomar um rumo melhor moralmente. O documentário “A Data Limite” mostra bem esta teoria e aconselho assistirem.

Será que estão ensaiando uma tentativa de salvação do planeta Terra de uma catástrofe iminente, a qual faria os filmes Armagedom e Impacto Profundo parecerem desenhos da Galinha Pintadinha ???

Confiram a matéria que me fez refletir sobre o tema:

O artista Matt Wang realizou uma montagem gráfica em que compara o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko (67P/C-G), que ficou famoso essa semana pelo pousou do módulo Philae enviado pela sonda Rosetta, com a cidade de Los Angeles. (Veja aqui a arte original)

Para se ter ideia da dimensão do corpo celeste, o prédio mais alto de Los Angeles, o US Bank Tower de 310 metros, representa menos que um décimo da altura do cometa.

A imagem foi criada em 2011, quando a sonda Rosetta capturou pela primeira vez a imagem do 67P/C-G. Em sua região mais larga, o cometa mede 4,1 x 3,2 x 1,3 km. Seu volume total é de 25 quilômetros cúbicos, algo equivalente a 25 vezes o volume de armazenamento do Sistema Cantareira.

O histórico pouso do Philae no cometa, na última quinta-feira, marcou o auge de um projeto de dez anos a bordo da sonda espacial Rosetta. Desde que pousou, no cometa, que está 500 milhões de quilômetros distante da Terra, o módulo de exploração realizou uma série de testes e enviou os dados para a base europeia, incluindo fotos.

Fonte da matéria: Info Abril

 

 

Compartilhe com seus amigos terráqueos
Pin It

Comentários no Facebook

« »

Registro de Domínios e Hospedagem de Sites Hostmidia

Scroll to top
ChatClick here to chat!+
Newsletter Powered By : XYZScripts.com
UA-36226169-1