nasa-kbos2

Hubble localiza objetos além de Plutão

em julho 8 | em Astronomia, Ciência, Mistério, Notícia | por | com 1 Comment

Compartilhe com seus amigos terráqueos

O telescópio espacial Hubble detectou dois objetos no Cinturão de Kuiper, possíveis candidatos a serem visitados pela sonda Novos Horizontes da NASA, por volta de 2015. Há várias semanas o famoso observatório tem dedicado a buscar destinos de direcionamento para que a sonda possa sobrevoar Plutão, mas os objetos podem ter cerca de 20 quilômetros de diâmetro.

A imagem à esquerda mostra um KBO (Kuiper Belt Object) para uma estimativa de cerca de 6.500 milhões de quilômetros de distância da Terra. Sua posição mudou significativamente entre exposições tomadas com cerca de 10 minutos de intervalo. A imagem da direita mostra um segundo KBO sobre uma distância similar.

A imagem à esquerda mostra um KBO (Kuiper Belt Object) em uma estimativa de cerca de 6.500 milhões de quilômetros de distância da Terra. Sua posição mudou significativamente entre exposições tomadas com cerca de 10 minutos de intervalo. A imagem da direita mostra um segundo KBO sobre uma distância similar.

Após a análise de umas 200 imagens do Hubble, a equipe de Novos Horizontes selecionou dois prováveis corpos celestes, que até agora não são compatíveis com nenhum outro descoberto previamente. No entanto, resta determinar se algum deles proporciona evidências suficientes para ser o ideal, informou a NASA. A sonda Novos Horizontes saiu para o espaço em 19 de janeiro de 2006, e em abril já cruzava a órbita de Marte.

Um ano depois aproveitava a poderosa gravidade de Júpiter para aumentar a sua velocidade e ajustar a sua trajetória. O próximo dia 24 de agosto o artefato, que viaja a uns 50 mil kilômetros por hora, alcançará a órbita de Netuno à caminho de Plutão, única região do sistema solar onda nunca uma nave terrestre chegou. Segundo especialistas, este mini-planeta poderia estar cheio de rochas e gelo.

Tem uma fina atmosfera, formada por nitrogênio, metano e monóxido de carbono, que se congela e cai sobre a superfície à medida que a sua rotação  se afasta do Sol. No entanto, os cientistas se preocupam, dada a possibilidade de que haja uma quantidade nada negligenciável de detritos na órbita do sistema de Plutão, que poderia ser um perigo à sonda, de modo que procuram por alternativas.

Se tudo correr bem, a sonda vai continuar a viajar para o seu destino final, o Cinturão de Kuiper, uma vasta região, onde centenas de planetas e asteroides convergem. Será a melhor oportunidade de investigar os corpos celestes situados tão longe da Terra, disseram os especialistas da NASA.

Fonte da notícia: Mystery Planet

Compartilhe com seus amigos terráqueos
Pin It

Comentários no Facebook

« »

Registro de Domínios e Hospedagem de Sites Hostmidia

Scroll to top
ChatClick here to chat!+
Newsletter Powered By : XYZScripts.com
UA-36226169-1