000cropUFO

ATUALIZAÇÃO 3: OVNI despeja esferas e não é um caso isolado

em janeiro 28 | em Análises, Contato Imediato, Notícia, Vídeos | por | com 16 Comments

Compartilhe com seus amigos terráqueos

ATUALIZAÇÃO 3: Novamente em contato com o Caio Bastos, fui surpreendido por ele com um outro vídeo muito interessante. Caio acredita tratar-se do mesmo objeto que vem aparecendo recorrentemente sobre Itapecerica da Serra. Esta outra filmagem enviada por ele, foi feita por sua esposa, com um binóculo com recursos infravermelhos e de visão noturna. Notem, no vídeo, que o objeto que aparece por trás das árvores tem o formato de charuto, mas parece possuir aquelas mesmas esferas dos outros vídeos, ele permanece estacionado no céu formando uma linha vertical. O mais incrível é que ele parece ignorar o vento, o qual podemos notar, pelo balançar das árvores, que está bem forte. Neste vídeo fica bem claro que não trata-se de um balão. Segue:


================================

 

ATUALIZAÇÃO 2 (28/01/2014): Conversando com o autor do vídeo de Itapecerica da Serra, Caio Bastos, perguntei a ele sobre a possibilidade de ser um balão, já que algumas pessoas estão com esta alegação. Compartilho com vocês a resposta dada pelo autor do vídeo:

“Oi Weslem. Chance sempre existe, mas tenho muitos motivos para achar que não. O primeiro deles é algo que você conhece bem: a testemunha ocular sabe bem o que ela viu, mesmo que outros digam que ela não viu aquilo. E eu te digo que, para mim e para a minha esposa, que também foi testemunha do fenômeno, não se tratava de um balão. Segundo, eu observo muito os fatores que compõem o cenário todo. Primeiro, o vento: nesse local, à noite, o vento é um fator constante, que sopra sempre numa mesma direção, de sudeste para noroeste, do mar para a terra (estamos ali em linha reta muito próximos do mar).

E o objeto seguiu uma trajetória contrária ao vento “padrão” que temos ali. Ele seguiu de noroeste para sudeste. Terceiro motivo: o objeto passa por ali regularmente. Sempre que ele passou por cima da minha casa, ele seguiu a mesma trajetória, essa contra o vento. Acho muito difícil um balão seguir sempre a mesma trajetória, ainda mais contra o vento. Ele apareceu também seguindo por outras trajetórias visíveis nos arredores, mas sempre que vi ele seguia na direção do mar. Quarto motivo: Eu já vi alguns balões passando por ali, inclusive soltando fogos. Todos eles foram facilmente identicados como balão. Quinto motivo: em todos os avistamentos do mesmo objeto, ele fez coisas que um balão não faz, como soltar partes dele (esferas) que não caiam mas “freavam” na direção do solo, ou que seguiam uma trajetória praticamente horizontal ao se despreenderem do corpo maior.

No segundo vídeo (parte 2), você vai notar que, num determinado momento, ele libera uma dessas partes que segue uma trajetória ascendente. E ainda, no momento em que o objeto “solta” a parte de baixo, as esferas se fundem! Sexto motivo: Nenhuma das partes luminosas se vê o sintilar típico do fogo, nem no corpo maior nem no menor. Sétimo motivo. Eu não acredito que um balão pudesse dar “cambalhotas” sem se expor ao fogo e se queimar em seguida. Se fosse um balão de hélio, o fenômeno da “cambalhota” seria muito mais difícil de acontecer, ainda mais com um vento praticamente inexistente como havia naquele dia. Ainda posso listar mais motivos, mas já considero suficiente o que eu citei aqui. Por último, a análise feita pelos ufólogos Alexandre Minoru Ito, Osmar de Freitas e Ricardo Varela foi suficiente para que eu me convencesse.

Eles aplicaram filtros na filmagem procurando um corpo maior “apagado” acima da luminosidade, como o corpo de um balão, mas não existe nada acima daquilo que se vê no filme. O Varela tem uma experiência de 25 anos soltando balões para experimentos científicos, no INPE, onde ele trabalha. Ele me disse que nunca um balão apresenta a forma perfeitamente redonda, como aparece no video que eu gravei em 2012 do mesmo objeto. Ali o objeto se apresenta de forma perfeitamente redonda. O Osmar de Freitas solta balões como entretenimento desde a sua infância. Ele já fez de tudo que você pode imaginar, e ficou desconcertado com o que viu no filme. O Osmar e o Alexandre analisaram durante horas o video, indo e voltando para frente, fazendo desenhos de como poderia ser um balão com aquelas características e, no final, admitiram que não era um balão.

Enfim, Weslem, eu acredito que tenha motivos suficientes para acreditar que o objeto que filmei realmente não é um balão. Sempre há uma chance, porque a única coisa que sabemos é o que vimos a olho nu e o que foi filmando. Eu não fui até o objeto para olhar ele cara-a-cara, ele estava bem alto, acredito que uns 2km de distância da câmera, mas pelo meu ponto de vista estou convicto de que era outra coisa além de um balão. Abraços, Caio”

Agora disponibilizo a análise feita pelos ufólogos Alexandre Minoru Ito, Osmar de Freitas e Ricardo Varela, citada pelo Caio:

“Pessoal, saiu a análise preliminar do vídeo mais polêmico do Caio Bastos – aquele que aparece um objeto parecido com um balão. Eu (Alexandre Ito) e o Osmar de Freitas (décadas de experiência em balões) assistimos ao vídeo na tarde de ontem e analisamos com muito critério – desenhamos, inventamos, fizemos contas e o que pudemos observar foi que:

** Ele muda de forma – balão não começa com uma guirlanda de velas em ambos os lados e termina com um aro de velas embaixo; No final do vídeo o objeto parece ter forma cônica similar a um chapéu chinês com pequenas luzes embaixo, e após uma “cambalhota” e giros sobre seu próprio eixo ele libera um objeto menor e extremamente brilhante que se desloca numa trajetória diagonal descendente – não condiz com mechas pingando ou lanternas se desprendendo;

** É possível ver objetos menores ao redor, entrando e saindo – poderia ser explicado pelo balanço de uma ou duas lanternas ao vento, mas esse vento não afetaria as demais lanternas?
A rotação poderia ser efeito do vento sobre o balão, mas ao fazer uma cambalhota o balão pegaria fogo porque a mecha pinga e incendiaria a cobertura; ** Num ponto do vídeo podemos ver uma parte da “guirlanda de lanternas” com três objetos se desprendendo e caindo. Contudo, os objetos se fundem durante a queda, o que não condiz com lanternas de balão;

** Se fosse um balão de hélio iluminado internamente com luzes LED e lanternas LED na guirlanda e aro, o custo do metro cúbico do gás seria da ordem de R$250 a R$300, o custo de um sistema de RC decente é da ordem de R$350 (somente o controle) a R$700 (completo), e o custo de uma guirlanda de LEDs com capacitores para esmaecer a luz e paraquedas para amenizar a queda seria de uns R$200. O custo para se tentar reproduzir o objeto filmado seria da ordem de R$1200 – e ainda assim não seria capaz de mudar de forma e fazer com que as luzes menores se desprendessem e mudassem de trajetória e velocidade (seriam necessários atuadores motorizados para isso, como que descendo os LEDs por um rapel, e isso tem um custo elevadíssimo).

Podemos dizer com uma boa margem de certeza (90%) de que o objeto NÃO É UM BALÃO.

Se for uma fraude, foi extremamente bem feita. E se for um balão, conseguiu tapear um baloeiro de 30 anos de experiência.”

===============================

ATUALIZAÇÃO 1 (27/01/2014): Pesquisando em meus arquivos, consegui encontrar mais um vídeo, o qual mostra objetos similares a estes que estamos tratando nesta postagem. Com mais este vídeo, já temos objetos similares no Brasil, Austrália, México (com dois casos) e Inglaterra com um caso de OVNI e um caso de Crop Circle.

Vejam o vídeo:

===================================

MATÉRIA ORIGINAL(27/01/2014): Um vídeo gravado em novembro de 2013, na cidade Itapecerica da Serra, no Brasil, e que foi colocado no YouTube (com uma nova edição), em 25 de janeiro de 2014, tem intrigado muitos pesquisadores de OVNIs. No vídeo, um Objeto Voador Não Identificado pode ser visto, movendo-se aleatoriamente, antes de despejar objetos esféricos e estes então parecem flutuar. A qualidade é excelente para um vídeo caseiro e noturno. O autor do vídeo chama-se Caio Bastos, ele também fez um vídeo bem similar em 2012, o qual você pode acessar aqui. O que torna o vídeo abaixo ainda mais intrigante são umas comparações a serem feitas. Assistam ao vídeo e posteriormente às comparações.

ATENÇÃO: O Caio Bastos, autor dos vídeos de Itapecerica, alerta que em seu canal as capturas têm uma qualidade melhor, vocês podem conferir AQUI e AQUI também…

Segue:

Comparações:

Para quem pensa que este é um caso isolado, devo dizer que está enganado. Agora vejam, como forma de comparação, a matéria que publiquei em maio de 2013, onde nosso amigo austríaco, erradicado na Austrália, Laszlo Novak, filmou um OVNI muito similar. A semelhança é impressionante, veja o vídeo:

Mais um vídeo do nosso amigo Laszlo Novak:

Para deixar o evento ainda mais intrigante, notem a semelhança das duas filmagens com o Crop Circle do ano de 1994

Crop Circle de julho de 1994

Comparação de OVNI com crop circle de 1994

Comparação de OVNI com crop circle de 1994

Curta nossa Fan page no Facebook

Inscreva-se no nosso canal no Youtube 🙂

Receba nossas atualizações no seu e-mail 🙂

Weslem

Fonte principal: Caio Bastos

Outras fontes:Youtube Pedro Àvila R., jmhz71, Temporary Temples e Before its News

Links ETs & ETc…:

Se você visitar nossa PÁGINA PRINCIPAL corre o risco de não querer sair do site. Pense bem antes de clicar.
ATENÇÃO PARA AS REGRAS DOS COMENTÁRIOS – Não serão permitidas ofensas e palavras de baixo calão ou “gracinhas” ofensivas ao tema ou as pessoas. Antes de criticar as postagens do Blog, leia nossa política. Você pode criticar as postagens à vontade, desde que seja com educação. Caso contrário, seu comentário não será publicado e havendo persistência, será banido dos comentários. Obrigado pela compreensão.

Compartilhe com seus amigos terráqueos
Pin It

Comentários no Facebook

« »

Registro de Domínios e Hospedagem de Sites Hostmidia

Scroll to top
ChatClick here to chat!+
Newsletter Powered By : XYZScripts.com
UA-36226169-1